24°C 34°C
Araguaína, TO
Publicidade

Merendeiras e coordenadores de apoio se atualizam em projeto sobre alimentação escolar

Cerca de 80 profissionais das escolas da rede municipal de ensino da Capital serão capacitados

29/01/2024 às 18h41
Por: Redação Fonte: Prefeitura de Palmas - TO
Compartilhe:
80 profissionais das escolas da rede municipal de ensino da Capital participam de curso técnico sobre alimentação escolar - Fotógrafo:Juscelene Melo / Semed
80 profissionais das escolas da rede municipal de ensino da Capital participam de curso técnico sobre alimentação escolar - Fotógrafo:Juscelene Melo / Semed

Começou na tarde desta segunda-feira, 29, na sede da Secretaria Municipal da Educação (Semed), a segunda edição do projeto de formação ‘Por Dentro da Alimentação Escolar’. É o primeiro encontro técnico do ano voltado para coordenadores de apoio e merendeiras das escolas da rede municipal de ensino da Capital. A programação tem como temática principal 'O papel da merendeira na alimentação escolar' e vai capacitar aproximadamente 80 profissionais que lidam com a alimentação nas unidades educacionais de Palmas.

O curso é ministrado por nutricionistas da Semed que orientam os participantes sobre os princípios da alimentação escolar, abordando assuntos como o direito humano à alimentação adequada e segurança alimentar e nutricional, dentre outros. Conforme a nutricionista Patrícia Kelly, “o encontro é essencial para que os coordenadores de apoio e também as merendeiras e merendeiros entendam a importância de seus respectivos trabalhos dentro da alimentação escolar. Aqui também falamos sobre o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e toda sua legislação. Além disso, a gente também aborda sobre alimentação saudável de uma forma geral para que eles conheçam todos os conceitos e que possam aplicar também na prática como podemos utilizar o alimento de forma pedagógica para ensinar nossos alunos”, esclareceu Patrícia Kelly.

Boas práticas de manipulação, a importância da segurança do alimento e questão higiênico-sanitária são temas debatidos na programação promovida pela Semed, que ainda destaca os projetos em andamento como: ‘Descasque mais e desembale menos’, que é um projeto de educação alimentar e nutricional; ‘Crescer na Escola’, projeto de antropometria que faz a avaliação nutricional, e ‘Agricultura Familiar’, que incentiva a aquisição de alimentos por meio da agricultura familiar.

A coordenadora de apoio da Escola Municipal de Tempo Integral (ETI) Luiz Gonzaga Maria Aparecida Araújo Sílvia, diz estar feliz com a formação, já que o curso oferece mais conhecimento sobre alimentação escolar. “É um momento importante de aprendizado, pois durante o curso aprendemos como manusear o alimento para passar também para nossas colegas merendeiras que não puderam vir. A gente precisa aprender como manusear corretamente os alimentos e refletir sobre a saúde de nossas crianças”, relatou.

Outro participante que elogiou a iniciativa da Semed é coordenador de apoio da Escola Municipal (EM) Monteiro Lobato, Antônio Sampaio. “Eu acho gratificante e muito prazeroso essa formação para a gente poder levar para a escola onde vamos atender nossas crianças com maior dignidade e fazer um lanche bem saboroso. O conhecimento que a gente leva para dentro da cantina, para toda a equipe, reflete na qualidade do que será produzido. Pretendo levar dessa formação que a prefeitura nos propõe algo de muito valor, mais segurança alimentar”, afirmou.

Para a merendeira Bertolina Marques da silva, da Escola M. Benedita Galvão, “sempre é tempo de aprender, para mim está sendo muito importante porque a gente aprende mais. É o momento de tirar alguma dúvida que surge no dia a dia, na escola e, chegando lá, podemos também repassar para os colegas que não puderam comparecer”, declarou.

Conforme o chefe da Divisão de Alimentação Escolar da Semed e nutricionista Responsável Técnico pelo Pnae, em Palmas, Rodrigo Miranda, outros encontros estão previstos para acontecer ao longo de 2024, cujos temas estão definidos como: ‘Educação alimentar e nutricional: o papel dos pedagogos e professores na alimentação escolar’, ‘Processos de aquisição de alimentos para o Pnae e Alunos com necessidades alimentares especiais: o papel do coordenador financeiro e do orientador educacional na alimentação escolar’, dentre outros.


Texto:Semed/Palmas
 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.